IGTI Blog
Escolhendo entre .NET ou JAVA profissionalmente

Escolhendo entre .NET ou JAVA profissionalmente

Uma visão direta de como escolher entre as plataformas e avaliar o retorno do seu investimento de acordo com seus objetivos

A escolha de uma empresa para investir em uma ou mais plataformas depende de diversos fatores baseados em conhecimentos e oportunidades, no entanto profissionalmente muitas vezes temos que decidir entre um ou outro ponto que desejamos seguir, e na área de computação é muito comum essa decisão acontecer em relação a qual plataforma seguir durante a carreira.

Neste artigo iremos avaliar alguns desses aspectos de forma crítica no sentido de tentar te ajudar a tomar essa decisão do ponto de vista salarial. Existem diversos estudos a respeito de salários pagos por linguagem de programação no Brasil e no mundo, usaremos como referencia este artigo devido a sua metodologia simplificada a aplicação direta de avaliação somente no mercado nacional, além de apresentar uma visão bem clara e realista a respeito do tema.

O que podemos destacar em relação a salário é que em ambas as plataformas enfrentamos aumentos de salários, ainda mais considerando o momento de crise do país (2016-2017). Comparando as linguagens, JAVA e .NET se igualam com um salário máximo de R$ 12.500,00 (Analista de JAVA Sênior  e Analista Desenvolvedor .NET/E-commerce respectivamente) e o mesmo acontece no caso de menor salário: R$ 1.500,00 (Desenvolvedor Java Junior e Trainee em TI – Mobile/NET respectivamente).

A média salarial é um ponto praticamente igual entre ambas as linguagens, obtendo o valor de R$ 5.800 para JAVA contra R$ 5.730,00 do .NET, uma diferença de apenas R$ 70,00. A diferença salarial entre as duas linguagens acontece principalmente em relação a três pontos, quantidade de vagas disponibilizadas (418 anúncios para JAVA contra 248 de .NET), média dos 5 maiores salários (R$ 10.100,00 para JAVA contra R$ 9.400,00 para .NET) e média dos 5 menores salários (R$ 1.500,00 para JAVA contra R$ 2.060,00 para .NET).

Analisando de forma fria os números, se o objetivo é maximizar as possibilidades de contratação, a linguagem Java é uma ótima opção em comparação a .NET, já que possui praticamente o dobro de vagas disponibilizadas no período, além das possibilidades do mercado de mobile que está em amplo crescimento para Android.

No entanto, Java exige um perfil de aprendizagem muito mais autodidata do que .NET, em especial para atingir altos níveis de salário e conhecimento de boas práticas da plataforma. Na outra ponta a facilidade e o investimento por parte da Microsoft na plataforma .NET trazem recursos não presentes tão explicitamente na plataforma Java.

Vale a pena avaliar o mercado e as empresas presentes na sua região, oportunidades nas duas plataformas estão presentes em diversos lugares do Brasil, mas vale a pena considerar se na sua região elas não estão muito desbalanceadas no sentido oposto a sua escolha. No mais, vale lembrar que as duas plataformas tem mais em comum do que de diferente, afinal buscam resolver os mesmos problemas, ou seja, aprender uma plataforma não te impede de seguir em outra no futuro, e, no mercado o que vale é a sua capacidade de adaptação as oportunidades, e não o seu conhecimento adquirido de fábrica.

Professor autor: Rainier Sales