IGTI Blog

Perspectiva Inovadora para a Gestão de Riscos em Tecnologia da Informação

Riscos não devem ser evitados, devem ser descobertos, planejados e gerenciados.

Um argumento é pensar em tomadas de decisões, saber quais são as ramificações positivas ou negativas advindas das decisões que levam a situações arriscadas. Antecipar problemas sempre é melhor. Foque nos riscos mais prováveis e mais perigosos, deixando possibilidades e impactos menores com prioridade menor.

Cuidado, porque decisões de negócios, projetos ou operações ocorrem em fases. Assim a probabilidade do risco vai mudar em diferentes pontos ao longo do caminho. Ser ponderado é sempre interessante, assumir a probabilidade mais provável, não ficar com contingências para piores ou melhores cenários. Pensar em como fazer para mitigar o risco, é outra abordagem que colabora. Busque observar a ocorrência de possíveis riscos secundários junto com cada esforço para mitigar os riscos primários. Quanto mais tempo você planejar e preparar, melhor.

Ao ir para a ótica dos métodos ágeis, os riscos possuem uma maneira peculiar de serem planejados e gerenciados. Nestas inovações de processo, tem-se a classificação dos riscos como oportunidades e ameaças, sendo analisados de forma proativa e contínua durante o projeto. Assim, é possível identificar, avaliar, definir curso de ações e atuar.

Quando um risco é identificado é importante entender as causas possíveis, a área de incerteza e os potenciais efeitos. Os procedimentos para gerenciar riscos em métodos ágeis passa pela compreensão de várias técnicas para identificar riscos, avaliação e estimativa dos riscos identificados, priorização dos riscos, mitigação para desenvolvimento de estratégia apropriada para lidar com o risco, comunicação dos resultados para os stakeholders apropriados e determinação da sua percepção em relação a eventos de incerteza.

Professor autor: Eder Alves

gestão de riscos